13º salário



1 - PRIMEIRA PARCELA


Entre os meses de fevereiro e novembro de cada ano, o empregador pagará, como adiantamento da gratificação (Décimo Terceiro Salário) referida, de uma só vez, metade do salário recebido pelo respectivo empregado no mês anterior.

O EMPREGADOR não estará obrigado a pagar o adiantamento, no mesmo mês, a todos os seus empregados.

O adiantamento será pago junto com as férias do empregado, sempre que este o requerer no mês de janeiro do correspondente ano.

Ocorrendo a extinção do contrato de trabalho antes do pagamento, o empregador poderá compensar o adiantamento mencionado com a gratificação devida,  ou com outro crédito de natureza trabalhista que possua o respectivo empregado.


2 - SEGUNDA PARCELA

A Segunda parcela do Decimo Terceiro será paga pelo empregador até o dia 20 de dezembro de cada ano, compensada a importância que, a título de adiantamento, o empregado houver recebido na forma do artigo seguinte.

No mês de dezembro de cada ano, a todo empregado será paga, pelo empregador, uma gratificação salarial, independentemente da remuneração a que fizer jus.

A gratificação corresponderá a 1/12 avos da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano correspondente.

A fração igual ou superior a 15 (quinze) dias de trabalho será havida como mês integral para os efeitos do parágrafo anterior.


A Gratificação Salarial (13º salário), será proporcional, quando:

Na extinção dos contratos a prazo, entre estes incluídos os de safra, ainda que a relação de emprego haja findado antes de dezembro;

Na cessação da relação de emprego resultante da aposentadoria do trabalhador, ainda que verificada antes de dezembro.

As faltas legais e justificadas ao serviço não serão deduzidas para os fins previstos de calculo do décimo terceiro.

Ocorrendo rescisão, sem justa causa, do contrato de trabalho, o empregado receberá a gratificação devida, calculada sobre a remuneração do mês da rescisão.


3 - DESCONTOS

Os descontos referentes ao INSS e IRRF serão feitos somente por ocasião do pagamento da segunda parcela e seguem as mesmas tabelas que os demais salários, tendo por base o valor bruto do décimo terceiro que o empregado fizer jus.

Conforme legislação em vigor, o pagamento deve ser feito contra recibo demonstrativo, inclusive com médias acumuladas mensalmente a que este tem direito.



Fonte:

LEI Nº 4.090, DE 13 DE JULHO DE 1962

LEI Nº 4.749, DE 12 DE AGOSTO DE 1965.

Lei nº 9.011, de 1995

Postar um comentário

Nossa página no Facebook

Tecnologia do Blogger.